(86) 9983-4382
Polícia de Luto

Postada em 14/03/2018 ás 16h14 - atualizada em 14/03/2018 ás 16h19

Publicada por: Gil Oliveira

Amigos se despedem do delegado Jorginho que faleceu vítima de infarto
Jorginho era uma figura emblemática do meio policial do Piauí.
Amigos se despedem do delegado Jorginho que faleceu vítima de infarto

Delegado Jorginho faleceu vítima de infarto.

O delegado de Polícia Civil Jorge Moura de Queiroz, de 61 anos, mais conhecido como 'Jorginho', faleceu vítima de infarto na manhã desta quarta-feira (14) no apartamento onde morava na zona Leste de Teresina. O delegado é conhecido por seu trabalho 'arduo' a frente de vários distritos da capital, além de ter participado do combate ao crime organizado no estado do Piauí na década de 90. Atualmente, ele estava a frente do 2º Distrito Policial do bairro Primavera, na zona Norte. Figura conhecida a nível nacional, Jorginho chegou a se arriscar como cantor, o que lhe rendeu participação no programa Jô Soares. 

Velório

O corpo de Jorginho está sendo velado na Funerária Pax União da Avenida Miguel Rosa, Centro de Teresina. O enterro está previsto para acontecer às 17h no cemitério São Judas Tadeu, na avenida João XXIII, zona Leste da capital.  A todo instante membros da Polícia Civil, delegados, amigos e familiares visitam o funeral. 

Sobre Jorginho

Carlos Jorge Moura de Queiroz – o Jorginho, nascido em 25/10/1956 em Fortaleza-CE, ingressou na Polícia Civil do Piauí em 13/05/1986 no cargo de Agente de Polícia, foi colocado a disposição do Departamento Estadual de Trânsito-DETRAN/PI.

Em 1989, foi designado como Delegado Assistente e em dezembro de 1990 foi promovido definitivamente ao cargo de Delegado de Polícia 2ª Classe. Ao longo de sua carreira foi Delegado nas unidades: 4º DP, 11º DP, 13º DP. 1º DP, 2º DP, 8º DP, 5º DP, 6º DP, Divisão Administrativa da Corregedoria Geral da PCPI. 

Destaca-se em sua trajetória: Em 1995, assessor do Delegado Geral. Em 1998, foi promovido ao cargo de Delegado de 1º Classe. Em 1998 foi presidente do Inquérito policial que apurou a morte do Jornalista Donizete Adauto dos Santos. Em 2004, exerceu a função de Gerente de Polícia Metropolitano. Em 2006, esteve na Central de Flagrantes do Dirceu. Em 2007 foi promovido ao cargo de Delegado Classe Especial. 

Em 2012 , recebeu a Medalha do Mérito Policial, honraria dada aos policiais civis por praticarem ato de bravura ou excepcional relevância para organização social ou para sociedade, no mesmo ano concluiu o curso de Bacharel em Direito e se afastou do cargo de Delegado para concorrer a cargo eletivo nas eleições. No ano de 2013 esteve na Delegacia de Repressão aos Crimes de Trânsito e no 6º DP. Em 2015 passou a responder pelo 7º DP e atualmente estava no 2º DP.

Receba notícias do 'falapiaui.com' através do WhatsApp

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
© Copyright 2018 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium