(86) 9983-4382
Saúde

Postada em 14/06/2018 ás 11h24 - atualizada em 14/06/2018 ás 18h15

Publicada por: André Leal

Fonte: Com informações da Cidade Verde

CRM propõe interdição da Evangelina Rosa por risco de infecção hospitalar
Material para higienizar as mãos e piso inadequado são alguns dos problemas encontrados na maternidade.
CRM propõe interdição da Evangelina Rosa por risco de infecção hospitalar

Maternidade Evangelina Rosa. Foto: Cidade Verde

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PI) junto com o Ministério Público fizeram uma inspeção na Maternidade Evangelina Rosa, em Teresina, para avaliar a situação do local. Devido aos problemas encontrados, foi proposto que a maternidade seja interditada por ter risco elevado de infecção hospitalar.

A presidente do CRM-PI, Miriam Parente, revelou que em alguns setores, os profissionais de saúde não têm nem como higienizar as mãos. "Um dos pontos que nos chamou atenção foi a facilidade do aumento do risco de infecção hospitalar. Em muitos locais, falta papel toalha para a higienização das mãos e os profissionais estavam lavando as mãos só com água ou com sabão diluído, o que não é adequado. Falta até papel toalha. O piso em muitos locais estava descolando ou afundando e se  cai sangue no chão durante o parto, por exemplo, é difícil a hiegenização. É uma situação de caos. É preciso resolver isso com urgência" declarou.

Miriam confessou que a interdição é uma medida drástica, mas devido a atual situação, é necessária. "Infelizmente, temos que tomar uma medida mais drástica. O que podemos fazer como principal agora é um indicativo de interdição ética. Vamos levar isso a plenário em reunião extraordinária para decidir. Se aprovado haverá paralisação setorial dos médicos e enfermeiros", finalizou.

Receba notícias do 'falapiaui.com' através do WhatsApp

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
© Copyright 2018 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium