Segunda, 26 de julho de 2021
(86) 99983-4382
Teresina

Postada em 21/07/2021 ás 21h12

Publicada por: Redação Fala Piauí

Fonte: MPPI

MP recomenda suspensão de transferência de animais do Zoobotânico
MPPI expede recomendação para suspensão de transferência de animais do Parque Zoobotânico
MP recomenda suspensão de transferência de animais do Zoobotânico

Foto: Reprodução

O Ministério Público do Estado do Piauí, por intermédio da 24ª Promotoria de Justiça de Teresina, expediu recomendação à Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (SEMAR) para que a transferência dos animais existentes no Parque Zoobotânico de Teresina seja imediatamente suspensa, até que haja análises e perícias técnicas por profissionais qualificados, como médicos veterinários, zootecnistas e biólogos.

Os animais que estão no Parque Zoobotânico, em sua grande maioria, estão em idade avançada e necessitam de cuidados, principalmente em relação à possível sedação para fins de transporte. Aos animais de idade avançada, é necessário que haja adaptação, avaliação antes de sua transferência, condição física, peso, condição do jejum pré transporte, bem como a avaliação técnica de novo local para readaptação.

“A eventual sedação para transporte dos animais em idade avançada pode gerar uma grande carga de estresse e agravar problemas de saúde. A maioria dos animais do Parque são resgatados, vítimas de maus tratos, frutos de operações policiais, sendo estes totalmente dependentes de seus tratadores, não possuindo condições de independência fora do parque. A realização de estudos prévios é indispensável”, pontua a promotora de Justiça Gianny Vieira de Carvalho, que é a autora da ação.

O Ministério Público permanece acompanhando os indícios de eventuais disputas de cunho político entre gestores dos entes da SEMAR e da Superintendência de Parcerias e Concessões (SUPARC), uma vez vez que houve publicação do Edital nº 002/2020, visando a oferta do Parque Zoobotânico de Teresina para licitação para fins de Parceria Público Privada (PPP) e uso da área. A data estava determinada para o dia 15 de junho de 2021 e, após atuação do MPPI, foi adiada para o dia 30 de julho do mesmo ano.

Para a promotora e autora da ação, o Parque Zoobotânico não pode ser objeto de disputas de cunho político ou qualquer outro, por se tratar de uma Unidade de Conservação, além de apresentar evidentes riscos e prejuízos ao interesse público.

“Inexiste plausibilidade em não se proceder à reforma e manutenção necessárias do Parque Zoobotânico, além da determinação apresentada pela SEMAR para a retirada dos animais de forma abrupta, sem debate público e, principalmente, sem os devidos estudos, cuidados, análises e pareceres dos técnicos da Universidade Federal do Piauí, que atuam em pesquisas no estabelecimento”, pontua a promotora.

Assinado_Recomendacao-Administrativa-no-10_2021-ZOO-Baixar
Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Receba notícias do Fala Piauí pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2021 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium