Quinta, 18 de julho de 2019
(86) 9 9983-4382
Operação

Postada em 20/03/2019 ás 07h30 - atualizada em 20/03/2019 ás 09h25

Publicada por: Redação Fala Piauí

Operação Boca Livre: SEDUC-PI é alvo de nova operação da PF
O esquema investigado envolve a fraude em licitação realizada pela SEDUC/PI, decorrente de conluio entre empresários e agentes públicos, e a contratação de gêneros alimentícios com sobrepreço.
Operação Boca Livre: SEDUC-PI é alvo de nova operação da PF

Foto: Reprodução / Cidade Verde

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (20/03/19) a Operação Boca Livre. O trabalho, realizado em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU), busca aprofundar investigação que identificou fraude em processo licitatório realizado pela Secretaria de Educação do Estado do Piauí – SEDUC/PI e a decorrente contratação com sobrepreço na aquisição de merenda escolar para distribuição em escolas da Rede Estadual de ensino com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

As investigações revelaram que um grupo de empresas atuou conjuntamente com agentes públicos na fraude à licitação realizada pela SEDUC/PI em 2014. A fraude possibilitou o direcionamento do objeto às empresas e a contratação dos gêneros alimentícios com sobrepreço. 

O fato investigado refere-se ao exercício de 2014, onde se identificou um prejuízo efetivo de R$ 1.751.740,61, decorrente do superfaturamento nos pagamentos realizados pela SEDUC/PI às empresas envolvidas no esquema, que totalizaram, aproximadamente, R$ 5.300.000,00. 

Paralelamente à fraude na licitação, verificou-se a transferência de valores a servidores públicos, indicando o possível pagamentos de propinas.

As empresas envolvidas no esquema têm ampla atuação em municípios e órgãos estaduais, tendo sido destinatárias de pagamentos na ordem de R$ 140.000.000,00 entre os anos de 2014 e 2018. 

A operação consiste no cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão, todos no Município de Teresina. O trabalho conta com a participação de 68 policiais federais e de 10 servidores da CGU.

O nome Boca Livre é alusivo à grande facilidade propiciada pelo conluio entre os empresários e os agentes públicos envolvidos, o que possibilitou o direcionamento às empresas e a contratação com sobrepreço expressivo.

Será concedida entrevista coletiva às 10H, no auditório desta Superintendência Regional. 

Aguarde mais informações, matéria em atualização. . . 

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Receba notícias do Fala Piauí pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2019 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium