(86) 9 9983-4382
Caxingó

Caxingó

Prof. Gildásio Carvalho Notícias de Caxingó (PI)
[email protected]
(86) 9 9983-4382
Natural de Caxingó

Postada em 13/04/2019 ás 12h33 - atualizada em 13/04/2019 ás 16h17

Publicada por: Redação Fala Piauí

Reciclador 'piauiense' é tema de comercial da Coca-Cola
Domingos Pereira, de 50 anos, é natural do município de Caxingó-PI
Reciclador 'piauiense' é tema de comercial da Coca-Cola

Reciclador 'piauiense' é tema de comercial da Coca Cola (Crédito: Suryan Cury)

Diante das pilhas de PET, Tetra Pak, papelão, isopor e outros materiais recolhidos das ruas de São Paulo, o reciclador Domingos Pereira, de 50 anos, é categórico: “O lixo, para mim, tem mais valor do que ouro”. E não é exagero. Ele, que deixou os garimpos no Pará, encontrou na reciclagem, além do ganha-pão, uma filosofia de vida.

Veja os vídeos:

“Eu poluía os rios com o resíduo da mineração, hoje sei que o meu trabalho evita enchentes. Além de retirar as centenas de quilos de PET das ruas todos os dias, busco conscientizar as pessoas sobre a importância da coleta para o meio ambiente e como meio de subsistência para muitas famílias”.

Também por conta dessa consciência do papel social que o lixo pode ter que Domingos, em um intervalo de seis anos, passou de faxineiro a presidente da CooperLeste. A cooperativa é uma das 200 beneficiadas pelo programa Reciclar pelo Brasil, uma ação de grandes empresas do setor de alimentos e bebidas, entre elas, a Coca-Cola Brasil. O projeto  busca desenvolver toda a cadeia de reciclagem do país, que, de uma forma geral, enfrenta grandes desafios de gestão e infraestrutura.

“A parceria chegou na hora que a gente mais precisava. Estávamos em uma situação muito difícil”, lembra ele, que mesmo não sendo mais presidente, ainda é uma das principais lideranças da cooperativa.

Segundo Domingos, o apoio foi fundamental para suprir a demanda por equipamentos. Com as novas máquinas, foi possível aumentar a produção em cerca de 40%, abrir novas vagas e até melhorar a remuneração de todos:

“Já recebemos esteira, prensa, elevador de fardo, 40 carrinhos, computador, microondas… Tudo isso tem ajudado no nosso desenvolvimento porque não temos condições para comprar equipamentos. Temos ainda o auxílio de um analista que nos ajuda com questões jurídicas e administrativas”.

Domingos explica que, com a iniciativa, está aproveitando para aumentar o potencial da cooperativa, que desempenha um importante papel de inclusão social ao receber pessoas com dificuldade de conseguir emprego. “Principalmente as com mais de 50 anos ou ex-presidiários. Aqui, aceitamos todo mundo”, diz ele, informando que hoje a CooperLeste conta com cerca de 50 membros.

As melhorias, ressalta Domingos, contribuíram para aumentar o otimismo e a autoestima dos cooperados, que se sentem ainda mais motivados a trabalhar com coleta seletiva:

“Essa parceria tem ajudado a profissionalizar, cada vez mais, o nosso trabalho. Por isso, ninguém quer sair daqui. Eu mesmo, não quero outro trabalho. Só espero, para o futuro, um mundo em que a população não jogue lixo na rua. Certamente, será um mundo melhor".

Texto produzido por Colabora Marcas

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Últimas notícias
Últimas municípios
Vídeos
Mais lidas da semana

Facebook

»

Twitter

»

Enquete

»

Nenhuma enquete cadastrada.

Receba notícias do Fala Piauí pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2019 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium