Quarta, 18 de Maio de 2022
Notícias Brasil

Banco Central vai devolver a brasileiros R$ 8 bilhões ‘parados’ em bancos; consulte

.

25/01/2022 às 13h11
Por: Redação Fala Piauí
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Banco Central do Brasil lançou um serviço de consulta e resgate de dinheiro “parado” nas instituições financeiras brasileiras. Desde ontem (24), o sistema Registrato passou a disponibilizar o recurso para que o usuário verifique se tem direito a algum valor. Segundo levantamento do próprio BC, realizado em junho de 2021, há aproximadamente R$ 8 bilhões esperando por resgate.

A princípio, o SVR (Sistema de Informações de Valores a Receber) permite consultar recursos remanescentes nas contas, tanto para pessoas físicas quanto empresas. A funcionalidade teve tanta repercussão que, até a manhã de hoje (25), o acesso ao site estava debilitado. Na primeira fase do novo serviço, o Registrato divulgará R$ 3,9 bilhões que podem ser devolvidos aos bolsos brasileiros.

Ainda de acordo com o banco, o valor inicial advém de contas correntes ou poupanças encerradas e não sacadas, além de cobranças indevidas de tarifas ou de obrigações de crédito com Termo de Compromisso assinado com o BC. Mais além, parte da quantia é oriunda de cotas de capital, rateio de sobras líquidas de associados de cooperativas de crédito e grupos de consórcio extintos.

Como reaver o dinheiro

Para consultar se o beneficiário tem direito a algum valor, basta acessar a seção Minha Vida Financeira no site do Banco Central. Na subseção Valores a Receber, é possível confirmar facilmente se existe dinheiro ali para reaver. Se a resposta for sim, o próximo passo é consultar valores no sistema do Registrato.

A primeira forma de resgatar o dinheiro é por meio de um depósito via Pix, na conta indicada no Registrato, isso se o banco tiver aderido a um termo específico com o BC. Na maioria das vezes, porém, basta informar os dados de contato diretamente no sistema. Em seguida, a instituição retornará com informes sobre o meio de pagamento.

Saiba como se cadastrar

Se o cidadão ainda não tem cadastro no sistema, precisa cumprir esse requisito para consultar seus valores. Para tal, ele deve acessar a página do Registrato. Lá, estão disponíveis duas formas de cadastro: uma pelo site do Banco Central e outra pelo site do governo. Selecionada a opção desejada, deve-se informar dados pessoais como CPF, data de nascimento e nome do banco.

Para fins de segurança, o site gera um código – frase de segurança – que deverá ser validado no site da instituição financeira. Basta que a pessoa acesse sua conta bancária e busque no site do banco pelo serviço “Registrato” para, em seguida, ser direcionado a outra página. Já na próxima etapa, é necessário inserir o código em questão e incluir a chave de segurança do próprio banco. O último passo é finalizar o cadastro no site do BC.

De acordo com o Banco Central, as instituições financeiras são responsáveis pelos dados e valores fornecidos no sistema. Em alguns casos, as quantias podem ser pequenas, mas o órgão orienta o cidadão a sacar o dinheiro que lhe pertence mesmo assim.

 

Com Agência Brasil

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias