Sábado, 19 de setembro de 2020
(86) 99983-4382
Explosão

Postada em 04/08/2020 ás 16h50 - atualizada em 04/08/2020 ás 17h04

Publicada por: Liliane Alves

Fonte: gauchazh

Explosões em Beirute deixam pelo menos 50 mortos e mais de 2,7 mil feridos, diz ministro da Saúde
Ainda não há confirmação para a causa de incidente na região portuária que deixou rastro de destruição.
Explosões em Beirute deixam pelo menos 50 mortos e mais de 2,7 mil feridos, diz ministro da Saúde

Foto: Reprodução

As potentes explosões que sacudiram nesta terça-feira (4) o porto de Beirute deixaram pelo menos 50 mortos e 2,7 mil feridos, segundo estimativas preliminares anunciadas pelo ministro da Saúde, Hamad Hassan. —É uma catástrofe em todos os sentidos do termo — lamentou Hassan, em declarações a várias emissoras de televisão após visitar um hospital na capital libanesa. — Os hospitais da capital estão todos cheios de feridos — acrescentou, pedindo que os outros feridos sejam transferidos para estabelecimentos nos subúrbios da cidade.

As explosões na capital libanesa quebraram janelas dos prédios vizinhos e foram sentidas em diversas partes da cidade. Usuários do Twitter postaram imagens e vídeos mostrando uma grande coluna de fumaça. Imagens de dentro do porto de Beirute transmitidas pela TV libanesa mostraram prédios reduzidos a escombros, contêineres lançados pela área e vários incêndios. As primeiras informações apontam uma explosão em um depósito de fogos de artifício. Depois, teria ocorrido a explosão maior, em um local próximo no qual estavam armazenados produtos químicos apreendidos em um navio.

— Vi uma bola de fogo e fumaça subindo sobre Beirute. Pessoas estavam gritando e correndo, sangrando. Sacadas foram arrancadas de edifícios. O vidro dos prédios se partiu e caiu nas ruas — disse uma testemunha para a Reuters, segundo a Folhapress.

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Receba notícias do Fala Piauí pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2020 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium