21°C 34°C
Teresina, PI
Publicidade

Briga entre cunhados termina com duas mortes em Teresina

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) tenta montar o quebra-cabeça para desvendar os dois crimes. 

10/06/2024 às 14h50
Por: Redação Fala Piauí Fonte: cidadeverde.com
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma suposta desavença entre dois cunhados terminou com ambos mortos na zona Sudeste de Teresina neste fim de semana. Gleydson Reis Alves Oliveira, 46 anos, foi morto por volta das 4h do último sábado (8). Horas depois, Nilton César Pereira de Sousa, 41 anos, suspeito da primeira morte, foi perseguido e assassinado a tiros.

Continua após a publicidade

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) tenta montar o quebra-cabeça para desvendar os dois crimes. 

Continua após a publicidade

As pessoas ouvidas até agora pela polícia revelaram que Gleydson e Nilton tinham desavenças constantes. 

"Nossa investigação vai apontar se essas desavenças ocorreram no âmbito familiar ou se envolvem a questão do tráfico de drogas, já que ambos seriam usuários de entorpecentes", explicou o delegado Bruno Ursulino, que preside a investigação. 

Continua após a publicidade

A cronologia do crime aponta que Nilton teria ido até a casa de sua irmã, que é casada com Gleydson. Lá, os dois cunhados teriam discutido e a irmã teria expulsado Nilton da residência. Momentos depois, Gleydson e Nilton teriam se reencontrado na rua. A discussão foi retomada e Nilton teria golpeado Gleydson com um capacete até a morte. 

"O primeiro crime, a morte de Gleydson, foi registrado na madrugada, por volta das 4h. Horas depois, no amanhecer, Nilton foi morto", disse o delegado.

Após matar Gleydson, Nilton voltou para casa machucado. Questionado por sua esposa sobre a natureza dos ferimentos, ele teria dito que brigou e que iria até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em busca de atendimento médico. 

"Ele foi até a UPA. Há registros de que ele foi atendido lá. Acreditamos que, no retorno desse atendimento, ele tenha sido perseguido e morto. Ainda existem pontos a esclarecer. As testemunhas falaram que ele teria sido perseguido por um carro, mas não há informações sobre o número de pessoas que estavam nesse veículo. A esposa de Nilton disse que ele saiu de casa de motocicleta, mas no local onde ele morreu relataram que ele estaria correndo quando foi alcançado e morto. São informações que ainda precisamos refinar", explicou o delegado. 

O capacete supostamente utilizado por Nilton para matar Gleydson foi apreendido e será periciado. O DHPP aguarda, ainda, informação sobre o tipo de arma e a quantidade de tiros que atingiram Nilton.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina, PI
25°
Parcialmente nublado

Mín. 21° Máx. 34°

26° Sensação
1.54km/h Vento
83% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
05h57 Nascer do sol
05h47 Pôr do sol
Ter 35° 22°
Qua 36° 23°
Qui 33° 25°
Sex 35° 22°
Sáb 29° 22°
Atualizado às 00h11
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 377,442,15 +0,49%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias